Imóveis em bairros periféricos da cidade maravilhosa tem maior valorização no mercado imobiliário

21 nov, 2013 Sem comentários por








  •     

O ano de 2013 tem mostrado tendências diferentes no mercado imobiliário das que aconteciam nos anos anteriores. Imóveis na região central do Rio de Janeiro sempre foram mais valorizados, mas agora esse índice vem se modificando no mercado fluminense.

Segundo os dados do FipeZap, os imóveis que tiveram as maiores altas nos preços no primeiro semestre deste ano estão situados em regiões distantes do Centro da cidade.

O campeão na valorização foi o bairro Brás de Pina, que fica localizado na região norte da cidade do Rio, com 40% de aumento no metro quadrado em relação ao ano de 2012.

Posteriormente vem o bairro Penha, que registrou significativo reajuste de 37%, e Água Santa, onde os valores dos imóveis subiram 30% até o último mês de junho.

O bairro da Penha foi um dos mais valorizados do ano

O bairro da Penha foi um dos mais valorizados do ano

“Vemos alguns motivos específicos para estes bairros anotarem as principais altas da cidade. Um dos motivos, com certeza, é a diminuição da violência nestes locais”, disse Eduardo Zylberstajn, coordenador do FipeZap.

Eduardo ainda comenta que: “O preço de um imóvel, dentre outras coisas, reflete o seu entorno. Com as chamadas UPPs [Unidades de Polícia Pacificadora], estes bairros ficam mais atrativos, atraem mais comércio e pessoas dispostas a morar nesses lugares.”

Apesar dos imóveis em bairros periféricos terem valorizado mais, o preço dos imóveis em bairros tradicionais também cresceram acima da inflação.O metro quadrado no Leblon, por exemplo, ficou 9% maior, enquanto em Copacabana, o crescimento foi de 7%. Na Lagoa, os valores aumentaram 6%, e em Ipanema 7%.O maior preço por metro quadrado registrados na cidade maravilhosa continua no bairro do Leblon, em que o custo é de R$ 22.051 por metro quadrado.

O Rio de Janeiro se mantém no topo do ranking do maior preço médio do metro quadrado anunciado no país, segundo a pesquisa realizada pelo índice FipeZap. A variação dos últimos 12 meses foi de 14,9%, contra os 14,5% de maio. 

Ainda segundo o coordenador, bairros como o Leblon continuarão a ter imóveis cada vez mais caros, pois a procura sempre será maior que a oferta.

O Índice FipeZap registrou alta de 1,1% em junho , o que representa estabilidade em relação a maio, quando a taxa foi de 1,0%.

O Índice FipeZap é desenvolvido e calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos com base em anúncios de imóveis da internet.

Mercado Imobiliário

Sobre o autor

O autor não adicionou informação ao seu perfil.
Sem comentários para “Imóveis em bairros periféricos da cidade maravilhosa tem maior valorização no mercado imobiliário”

Deixe seu comentário

Insira as letras que estão contidas na imagem

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada