Usando a empatia na venda de imóveis

Não é segredo que para ser um bom corretor é necessário ter muitas qualidades: boa comunicação, habilidades de persuasão, bom humor, proatividade, organização, etc. Dentre as muitas, há uma cuja importância é maior: a empatia.

Empatia é nada mais que uma capacidade psicológica para sentir o que sente uma outra pessoa, é se colocar no lugar do outro e conseguir entender seus sentimentos. E a partir dela conseguimos garantir outras qualidades.

COM EMPATIA SE OBTÉM MAIOR MOTIVAÇÃO

Na profissão de corretor de imóveis, a empatia deve ser levada como praxe. É buscando se colocar no lugar do seu cliente que você conseguirá entendê-lo e alcançar as suas expectativas. Ao fazer isso, sente-se a responsabilidade do seu dever e também a excitação que é escolher uma nova morada. Esse entusiasmo é positivo tanto para estabelecer uma boa conexão com o seu cliente, quanto para te motivar no processo de busca e venda do imóvel. Ao ter sempre em mente o impacto positivo que está trazendo a eles, sentirá muito mais prazer em seu trabalho.

FICA MAIS FÁCIL OUVIR

Com empatia fica também mais fácil de ouvir. Ao entender e se colocar na situação do seu cliente, vê-se uma humanização na pessoa dele, o que pode te levar a sentir genuíno interesse pela aquela pessoa. Esse interesse, aliado ao intuito de ajudar, deve guiá-lo a querer ouvir mais o que o cliente quer. O guiará a fazer as perguntas certas e escutar as questões chave para descobrir as necessidades e desejos do comprador. Um corretor deve saber desvencilhar-se de si mesmo em função das necessidades do outro, e é exatamente isso que exercitar essa capacidade faz.

SE OBTÉM MAIOR AUTO-CONTROLE

Recorrendo a empatia logo no início, garante-se o cuidado de evitar pré-julgamentos e estabelece-se uma relação de respeito. Com ela há a garantia de que mesmo se ocorrer de a relação ficar tensa, você será capaz de compreender até as pessoas mais explosivas, sem perder a compostura. Por conseguir entender de onde vem a irritabilidade, o nervosismo ou o cansaço de seu cliente, consegue também ser mais racional e falar no tom de voz moderado, com afeição.

Ser empático é bom para deixar qualquer ambiente saudável. É um ganho grande para a vida pessoal e sucesso no profissional :)

 

Deixe uma resposta