A importância de ter metas

Nenhum emprego sozinho irá levá-lo a atingir seus sonhos. Nenhuma profissão tem já o caminho traçado para o sucesso. Aqueles que o obtiveram, planejaram: sonharam e definiram objetivos.

Foi a partir desse planejamento que as grandes pessoas de sucesso chegaram em suas posições- e elas realizaram isso se perguntando o que sentiam falta em si mesmos no presente e onde queriam chegar. Pergunte-se também: Onde você quer estar daqui a seis meses ou daqui a um ano? Daqui a 5 anos?

Essas perguntas iniciam o processo de auto-conhecimento que é essencial para o estabelecimento de metas. É necessário saber sobre seus próprios interesses, suas habilidades, pontos fortes e fracos. Reconhecê-los torna mais fácil entendermos onde podemos e onde queremos chegar, e melhor ainda, como chegaremos lá. Estabelecemos um objetivo.

Um objetivo passa a servir como uma bússola de ações. Tendo em mente onde queremos chegar, cada atitude nossa passa a ter um crivo, “isso vai me ajudar a chegar lá?” ou “estou fazendo a coisa certa para mim, para o que quero?” passam a ser perguntas recorrentes no nosso dia a dia, de forma subconsciente.

“Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”, já dizia o Mestre Gato de Alice no País das Maravilhas. Não ter metas nos leva a estar a deriva; viver somente o presente não tira de nós o nosso melhor. Pensar em metas traz qualidade de vida, pois te faz otimizar melhor o seu tempo: te faz entender o que irá te acrescentar e o que não irá, e você então poderá escolher fazer o melhor pra si mesmo, para chegar onde quer ir.

É a atitude de escolher o melhor para si (e conseguir enxergá-lo pelo estabelecimento de metas) que muda tudo, que te move para mais longe. Mas não é tarefa fácil, escolher muitas vezes significa abrir mão de certas coisas, ás vezes de um momento de lazer, ou de gastos específicos, por exemplo. Mas é mais fácil quando entendemos nessas ações gerarão um ganho maior.