O que é necessário para ser um corretor de imóveis

Há muitos atrativos na profissão do corretor: o horário é flexível, as comissões rendem um valor alto, atua-se em um mercado em expansão… Interessa, não é? Se está procurando se iniciar nesse meio, separamos aqui as exigências para se tornar um corretor de imóveis de sucesso.

Educação:

O ensino superior não é obrigatório para atuar como corretor- há muitos corretores autônomos talentosos que nunca cursaram algo do tipo, mas um um bom curso de formação, com credibilidade no mercado faz diferença no currículo, especialmente se você quer trabalhar em uma grande imobiliária.

Além disso, a profissão de corretor não é moleza. É importante e interessante estudar matemática financeira e ter noções jurídicas pois irá lidar com essas questões na burocracia da venda. Por isso é interessante estudar para tal.

Há algumas opções de curso, algumas podendo ser feitas até mesmo a distância. São elas:

  • Técnico em Transações Imobiliárias, que pode durar de 4 a 12 meses, ou o de
  • Gestão Imobiliária, que tem duração de 2 anos.
  • Faculdade: Administração ou Ciências Imobiliárias, que dura 4 anos.

Para saber quais tem credibilidade você pode procurar o CRECI (falaremos sobre ele abaixo) ou o sindicato da profissão para se informar sobre o reconhecimento de cada um.

Fazer um estágio:

Como qualquer outra profissão que requer estudo, o estágio é uma ótima forma de se preparar para o mercado. A própria instituição pode te direcionar para um, mas caso isso não ocorra é interessante correr atrás de imobiliárias de sua região para obter essa experiência, pois é um momento de experimentação para se construir como profissional.

Ter o CRECI:

É obrigatório por lei ser credenciado ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis, o CRECI. É através desse registro que você obterá sua carteira vermelha, que certifica e autoriza o exercício da profissão.

Para obtê-lo você deve dar entrada ao pedido direto no órgão, tendo em mãos um diploma profissionalizante e seus documentos pessoais, assim como comprovante de recolhimento das taxas obrigatórias, certidões negativas civil e criminal e certidão negativa junto à Justiça Federal.

Qualidades:

Tudo dito até então é alcançável e facilmente fazível, mas o principal que um corretor deve ter para ser um bom profissional são as determinadas características:

Paciência, perseverança, empatia e boa comunicação.  A profissão deve ser muito honrosa, pois está lidando com lares de pessoas, um objeto muito afetivo. A venda de um produto como esse não é fácil, é preciso muito tato e gana para se propor a achar o melhor para seu cliente, isso envolve tempo e um bom relacionamento interpessoal.

É essa sensibilidade que gera a paixão pela profissão e o que o moverá para obter sucesso. Irá se iniciar no mercado imobiliário? Confira as nossas outras dicas aqui no site.